resep kue kering

resep kue

Pular navegação.
Início
Universidade Estadual de Maringá

Política Editorial

A Eduem recebe novas propostas de publicação em um fluxo contínuo.

Arquivo em PDF - > Clique aqui 

 

1 PROCESSO E CRITÉRIOS DE SELEÇÃO

Os livros publicados pela Eduem são submetidos à aprovação do CONSELHO EDITORIAL. A atribuição do Conselho é definir e implementar a política editorial, dentre estas, avaliar, selecionar e deliberar pela publicação, ou não, dos originais apresentados pelos proponentes, bem como estabelecer os critérios de excelência e os padrões de qualidade da publicação.

A decisão do Conselho Editorial é final e soberana. A resposta sobre a proposta apresentada será encaminhada ao autor sem justificativa por parte da Editora. Observa-se que sempre será preservado o sigilo dos consultores.

1.1 Etapas do processo de publicação de livros

Os originais, após avaliação e aprovação interna do Conselho Editorial, serão encaminhados para consultores externos ad hoc, pertencentes à área da obra, para serem avaliadas quanto ao mérito.

a)  Submissão: recebimento das propostas e análise preliminar com base no tema, estrutura, conteúdo, possível público alvo, mercado e atendimento à linha editorial e normas  de publicação da Eduem . Este procedimento não estabelece nenhum compromisso da Eduem para a publicação da obra.

b)  Avaliação: encaminhamento da proposta para a avaliação de, no mínimo, dois consultores externos, pertencentes à área de interesse e de competência reconhecida, que emitirão parecer técnico-científico. Caso haja necessidade, será encaminhada para um terceiro consultor.

c) Deliberação: tendo como base os pareceres dos consultores externos, o Conselho Editorial analisará e deliberará sobre a publicação da obra. Os pareceres subsidiarão a decisão da Editora, não representando, necessariamente, a sua publicação.

Após o aceite da publicação, o autor/organizador deverá assinar o contrato de edição para dar continuidade ao processo de revisão textual/gramatical, normalização textual/referências, elaboração do projeto gráfico/diagramação, criação da capa, impressão e encadernação offset etc. (assinado o contrato, o título da obra não poderá sofrer alteração).

2 APRESENTAÇÃO DE ORIGINAIS

Para submissão de proposta de publicação, o autor/organizador/tradutor deverá entregar:

-    uma cópia impressa e encadernada (com identificação dos autores) da proposta de publicação. Após análise e deliberação do Conselho para envio aos consultores, a Editora poderá solicitar outras vias impressas sem identificação.

-    CD-R, DVD-R ou pen drive contendo a proposta de publicação em arquivo DOC (um arquivo sem identificação dos autores e um arquivo identificado) e o Formulário de Submissão de Propostas.

-  a cessão de eventuais direitos autorais reservados dos autores originais quando a obra contiver remições, constituírem-se em traduções, coletâneas, fotos, imagens, ilustrações, arcando o autor/organizador com as despesas financeiras provenientes do pagamento desses direitos.

3 CRITÉRIOS PARA APROVAÇÃO DAS OBRAS

Os critérios para aprovação das obras publicadas pela Eduem priorizam os seguintes aspectos:

·    qualidade da obra ou conteúdo: compreende a profundidade da argumentação apresentada na obra, originalidade e relevância universal ou regional, criatividade e inovação da abordagem geral;

·    forma de apresentação do conteúdo: contempla o uso de uma lógica na construção do argumento, de acordo com as particularidades da obra; clareza na abordagem dos temas; fluidez na leitura; título adequado ao conteúdo da obra;

·    relevância do assunto: a obra deve apresentar, preferencialmente, aspectos inovadores e contribuição para o avanço do conhecimento;

·    inexistência de obras similares;

·    atualização do conteúdo;

·    público-alvo e mercado;

·    adequação aos recursos disponíveis.

4 DIRETRIZES PARA SUBMISSÃO DE LIVROS

4.1 Do material para submissão

A Eduem publica livros de caráter técnico-científico e didáticos. Eventualmente publica textos de ficção, literatura (poesia, romance, literatura infantil etc.), desde que dotados de um aparato crítico que legitima sua publicação por uma editora universitária.

Para a submissão de livros resultantes de tese e dissertação, tais obras deverão ser reformuladas pelo autor antes de serem submetidas à apreciação editorial. A transposição para o formato livro deverá apresentar um texto fluido e objetivo. É necessário levar em consideração que a tese/dissertação é um material elaborado, a priori, para ser lido e julgado por pesquisadores especializados na área. O livro, por seu turno, é destinado a um público amplo e diversificado, portanto, deve possuir linguagem e formato mais acessível e condizente ao seu propósito. As citações, referências e/ou digressões, que são colocadas em uma tese para demonstrar erudição ou domínio sobre esta ou aquela bibliografia mais especializada, são dispensáveis. Para propostas de livros resultantes de pesquisas que envolvam seres humanos, animais experimentais, engenharia genética e meio ambiente, o proponente deverá apresentar parecer do Comitê de Ética e Biossegurança da Instituição do pesquisador (Portaria PO-085/2011 do CNPq, Diretrizes do Cope (Committee on Publication Ethics), Resolução nº 510, de 07 de abril de 2016 do Conselho Nacional de Saúde e critérios de avaliação da Capes).

Em caso de tradução:

- o proponente deverá apresentar a liberação das editoras e dos autores da obra a ser traduzida no ato da submissão.

- é de responsabilidade do proponente a tradução e revisão técnica da obra.

4.2 Do formato do texto

Os originais deverão apresentar o texto com conteúdo completo, inclusive com apresentação e/ou introdução, seguindo os padrões estabelecidos no Quadro 1. A única exceção aceitável, neste caso, será a incorporação a posteriori de um prefácio.

No caso de livros coletivos, os originais deverão apresentar ao final os dados dos autores/colaboradores em ordem alfabética (biografia resumida – sobre os autores). A obra coletiva deve apresentar uma padronização no que diz respeito à estrutura textual (introdução / considerações iniciais, título de seção, subseção e conclusão/considerações finais), redação dos textos, às referências citadas, ao uso de notas de rodapé explicativas, à apresentação dos autores, além de uma disposição equilibrada dos textos, evitando-se, assim, a constituição de um mosaico de textos, com temáticas afins.

A coletânea deverá ter no máximo 15 capítulos, sendo que cada capítulo deverá apresentar no máximo 6 autores. O organizador poderá ser autor em no máximo dois capítulos. O organizador por sugestão / recomendação deve ter autorização dos autores dos capítulos para publicar o texto na coletânea (não é necessário apresentar esta autorização a Eduem).

As imagens e fotos gravadas em CD-R, DVD-R ou PEN DRIVE deverão, em função de tratamento posterior, ser entregues em formatos PSD, JPEG ou TIFF, em escala 100% e com, no mínimo, 300 dpi de resolução.

É de responsabilidade do autor/organizador/tradutor durante o processo de publicação:

·    verificar, providenciar e apresentar a cessão de eventuais direitos autorais reservados dos autores originais quando a obra contiver remições, constituírem -se em traduções, coletâneas, fotos, imagens, ilustrações, uso de marcas registradas, arcando com eventuais despesas financeiras provenientes do pagamento desses direitos;

A ficha catalográfica será elaborada após a revisão da primeira prova de autor, momento em que será

atribuído o ISBN (International Standard Book Number) ao livro.

Reserva-se a Eduem o direito de desenvolver e definir o projeto gráfico e a criação da capa.

Entretanto, é recomendável que o proponente consulte a Editora para subsídios e sugestões.


QUADRO 1 – Diretrizes para apresentação formal

 

Formatação 

Normas da ABNT adaptadas 

1. Texto

Encadernado em espiral ou grampeado e paginado/numerado (margem superior, à direita).

2. Configuração de página, fonte, tamanho de letra, espaçamento entrelinhas, margens e alinhamento

O texto deverá apresentar a seguinte formatação: A4, Times New Roman 12, espaçamento 1½, margens 2,5 cm e parágrafo justificado.

3. Título do livro

Primeira letra maiúscula, o restante em minúscula, negrito e centralizado

Obs.: o título do livro e dos capítulos não deve ser longo.

4. Tópicos do livro

Os títulos internos são destacados do texto por um entrelinhamento maior e/ou outro recurso gráfico. Havendo a numeração progressiva das seções. Os tópicos dos livros são: capa, folha de rosto, catalogação na publicação, lista de ilustrações, sumários, prefácio/apresentação, títulos internos, considerações finais/conclusão,referências, resumo do currículo de autores, anexos/apêndices.

Apresentação/Introdução (breve texto que antecede a obra e serve para apresentá-la ao leitor)

Prefácio (texto de apresentação da obra, escrito por uma pessoa convidada pelo autor, com a descrição sucinta do objetivo da obra, sua estrutura e conteúdos com justificativa e comentário)

5. Epígrafe

Recuado a 4 cm, fonte (tamanho) 10, citar o sobrenome do autor somente com a primeira letra maiúscula, seguido do ano da publicação e do número da página (deve constar na lista de referência).

6. Citação no texto (NBR-10520/2002)

Citar o sobrenome do autor somente com a primeira letra maiúscula, seguido do ano da publicação e do número da página (quando a menção ao autor citado vier antes da citação), como no exemplo.

Ex: Martins (1995, p. 77).

Caso o nome do autor e o ano venham depois da citação, deverão vir com letras maiúsculas, como no exemplo:

(DAEMON, 1974, p. 89).

Para Entidades coletivas, use a mesma forma de entrada da referência.

Ex.: (BRASIL, 2004); (IBGE, 2010).

Citação de textos em língua estrangeira, o trecho transcrito deve ser traduzido e seu original apresentado em nota de rodapé.

Ex.: Montgomery (2001, p. 15, tradução nossa)1; Solomons (1992, p. 50, tradução do autor)2.

_______________________________________________

1 Texto original (entre aspas e sem itálico)

Obs.: Indicar o número da página somente para citações diretas

6.1  Textos da Patrística serão referenciados em conformidade com padrões estabelecidos da área. Independente da edição ou tradução, deverão ser nominados.

       Exemplo: Livro de Agostinho refere-se ao livro 15, capítulo 27, § 49, da obra De Trinitate.

(AGOSTINHO, De trindade, XV, 27,§ 49).

6.2 Textos Escolásticos serão referenciados em conformidade com padrões estabelecidos da área. Independente da edição ou tradução.

       Exemplo: Suma teológica, segunda seção da segunda parte, questão 5, artigo 2, resposta.

(TOMÁS DE AQUINO, Suma teológica, II-II, q. 5, a. 2, rep).

6.3  Textos clássicos serão referenciados em conformidade com padrões estabelecidos da área. Independente da edição ou tradução. Opcionalmente pode-se indicar a data de publicação original seguida da data da publicação consultada.

“Ali também Timor, que o lenho manda/Sândalo, salutífero e cheiroso” (CAMÕES, Lusíadas, Canto X, estr. 134).

6.4 Citações bíblicas

       Ex.: Livro da Sabedoria, capítulo décimo terceiro, versículo décimo ao décimo nono.

“Das sobras dos trabalhos fazem-se os ídolos” (Sb 13,10-19).

7. Citação recuada (espaço e tamanho de letra)

Quatro linhas ou mais, recuo a 4 cm e fonte (tamanho) 11, sem aspas, com espaço 1½ antes da citação e depois da citação

8. Citação no corpo do texto

Menos de 4 linhas, no corpo do texto, fonte (tamanho) 12 e com aspas

9. Citação com supressão de texto

Uso obrigatório de reticências entre colchetes [...]

No caso de entrevistas, utilize [...] para supressão da fala.

10.  Numeração de páginas

Números completos. Ex: p. 344-345

11.  Menção a títulos de obras e artigos de periódicos dentro do texto

Em itálico

12.  Estrangeirismo

Em itálico, exceto palavras estrangeiras que já constam do dicionário de português (aportuguesadas) não precisam ser em itálico.

Ex.: on-line, apud, marketing.

14.  Destaque em citações

Para destacar palavra ou trecho da citação, utilizar negrito e a expressão 'grifo nosso' entre parênteses ou 'grifo do autor', conforme NBR 10520.

Para destacar palavras ou trechos em língua estrangeira da citação, utilizar itálico.

15. Palavras a serem destacadas no texto

Usar apóstrofe. Ex: sua boca é ‘doce’ como mel.

16. Siglas

Citar o nome por extenso e a sigla (com 4 letras ou mais) entre parênteses. Usar somente a primeira letra maiúscula e as demais em minúsculo (quando for uma palavra pronunciável), observando- se as exceções.

17.  Referências 

Deve-se indicar somente as obras citadas no corpus do texto. Todas as referências precisam ser validadas, ou seja, devem ser confirmados/conferidos os dados apresentados.

Espaço simples, com espaçamento de 1,5 entre as referências (NBR 14724/2011). Use os prenomes por extenso. Ao utilizar referências do mesmo autor, repita os dados, não utilize traço sublinear (______ seis espaços) para substituir autores referenciados sucessivamente. Os destaques devem ser em negrito. Para os demais casos, seguir a Norma da ABNT NBR-6023.

Livro 

LÉVY, Pierre. A inteligência coletiva: por uma antropologia do ciberespaço. 5. ed. São Paulo: Loyola, 2007.

Coletâneas 

AZEVEDO, Mário Luiz Neves de (Org.). Políticas públicas e educação: debates contemporâneos. Maringá: Eduem, 2008.

Capítulo de Livro 

CATANI, Afrânio Mendes. Pierre Bourdieu: um estudo da noção de campo e de suas apropriações brasileiras nas produções educacionais: proposta de trabalho. In: AZEVEDO, Mário Luiz Neves de (Org.). Políticas públicas e educação: debates contemporâneos. Maringá: Eduem, 2008. p. 231-250.

Artigo de revista 


MENDES, Claudinei Magno Magre. A importância da pesquisa de fontes para os estudos históricos. Acta Scientiarum Education, Maringá, v. 33, n. 2, p. 205-209, 2011.

Trabalho em evento 

LOPES, Claudivan Sanches. A questão da autoridade do professor frente à atuação policial no interior da escola. In: ENCONTRO ANUAL DE PESQUISA E INICIAÇÃO CIENTÍFICA DA UNOESTE, 5., 2000, Presidente Prudente. Anais... Presidente Prudente: Unoeste, 2000. p. 243-244.

 

Monografia, dissertação e tese

MOTERLE, Lia Mara. Análise biométrica da qualidade fisiológica de sementes de milho. 2010. 150 f. Tese (Doutorado)-Programa de Pós-Graduação em Agronomia, Universidade Estadual de Maringá, Maringá, 2010.

Entrevistas 

MAROSTICA, Lidia. Meio ambiente. Maringá, 27 ago. 2009. Entrevista concedida a Juliana Kerkoff.

MELLO, Evaldo Cabral de. O passado no presente. Veja, São Paulo, n. 1528, p. 9-11, 4 set. 1998. Entrevista concedida a João Gabriel de Lim.

Arquivos 

ITÁLIA. Ministero Degli Esteri. Servizio Storico e Documentazione. Fascicolo Integralismo: Ofício de Menzinger, Rio de Janeiro, 3 fev. 1937. (Busta, n. 15).

SALGADO, Plínio. Original de artigo. A Marcha. Rio Claro: Arquivo do Munícipio de Rio Claro, jan. 1961. (Caixa 6, E7, doc. 6).

Vídeo no youtube 

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA. BIBLIOTECA CENTRAL. Vídeoaula II : Portal Capes : busca rápida. Florianópolis, 2011. Disponível em: <http://www.youtube.com/user/BIBLIOTECASUFSC>. Acesso em: 23 jan. 2012

Fotos 

LOCATELLI, Antônio Carlos.  Universidade Estadual de Maringá: 30 anos. 1999. 1 fotografia, color., 7 x 15 cm.

KELLO, Foto & Vídeo. Escola Técnica Federal de Santa Catarina. 1997. 1 álbum (28 fot.): color., 17,5 x 13 cm.

Documento iconográfico em meio eletrônico 

STOCKDALE, René. When´s recess? [2002?]. 1 fotografia, color. Disponível em: <http://www.webshots.com/g/d2002/1- nw/20255.html>. Acesso em: 13 jan. 2001.

Obras de artes 

MEIRELLES, Victor. Paisagem de Humaitá, 19 fev. 1868. Fotografia da pintura por J. F. Guimarães, 1878. 1 fot.: albúmen, P&B: 21 x 34 cm.

Cartas 

SALGADO, Plínio [Carta] 28 mar. 1968, [para] Alfredo Buzaid. Rio Claro: Arquivo do Município de Rio Claro. (PI 64.03.28/01).

Obras Patrísticas, Escolásticas, Clássicas 

AGOSTINHO, Santo, Bispo de Hipona. Trindade. São Paulo: Prior Velho; Paulinas, 2007. Livro 15, cap. 27, § 49.

TOMÁS DE AQUINO, Santo. Suma teológica. São Paulo: Loyola, 2003. Primeira parte, questão 1, artigo 2.

CAMÕES, Luís de. Os lusíadas. Lisboa: Parceria Antonio Maria Pereira, 1916. Canto x, estr. 134.

Versículo da Bíblia 

Sabedoria. Português. In: Bíblia de Jerusalém. 5. ed. São Paulo: Paulus, 2008. p. 1127-1128.

Bíblia no todo 

BÍBLIA. Língua. Título da obra. Tradução ou versão. Local: Editora, Data de publicação. Total de páginas. Notas (se houver).

BÍBLIA. Português. Bíblia sagrada. Tradução de Padre Antônio Pereira de Figueiredo. Rio de Janeiro: Encyclopaedia Britannica, 1980. Edição Ecumênica.

Documento on-line 

RAYWARD, Warden Boyd. The International Federation for Information and Documentation FID. In: WIEGAND, Wayne A.; DAVIS Jr., Donald G. (Ed.). Encyclopedia of library history. New York: Garland Press, 1994. p. 290-294. Disponível em: <http://people.lis.illinois.edu/~wrayward/otlet/FIDHIST2.htm>. Acesso em: 20 fev. 2012.

Legislação 

SÃO PAULO (Estado). Decreto nº 42.822, de 20 de janeiro de 1998. Dispõe a desativação de unidades administrativas de órgãos da administração direta e das autarquias do Estado e dá providências correlatas. Lex: coletânea de legislação e jurisprudência, São Paulo, v. 62, n. 3, p. 217-220, 1998.

Jurisprudência 

BRASIL. Supremo Tribunal Federal. Súmula nº 14. In: Súmulas. São Paulo: Associação dos Advogados do Brasil, 1994. p. 16.

Documento jurídico em meio eletrônico 

BRASIL. Supremo Tribunal Federal. Súmula nº 14. Não é admissível, por ato administrativo, restringir, em razão de idade, inscrição em concurso para cargo público. Disponível em: <http://www.truenetm.com.br/jurisnet/sumussStf.html>. Acesso em: 29 nov. 1998.

OBS: 

a) se o documento on-line ou eletrônico estiver em versão digitalizada original-PDF, fazer a referência como material impresso.

18. Pontuação após citação

Uso do ponto após o parêntese

Ex: De modo que "[...] linguagem dissociada do seu uso comunicativo, ou seja, uma linguagem completamente monolítica, não pode ser pensada consistentemente como linguagem" (HABERMAS, 2001, p. 61).

19. Notas de rodapé

Usar somente para notas explicativas. Quando necessário, citar autor, data e página (se for citação). O número correspondente à nota vai antes do ponto.

As notas devem ser digitadas dentro das margens, ficando separadas do texto por um espaço simples entre as linhas e por filete de 5 cm, a partir da margem esquerda. Devem ser alinhadas, a partir da segunda linha da mesma nota, abaixo da primeira letra da primeira palavra, de forma a destacar o expoente, sem espaço entre elas e com fonte menor (NBR 14724/2011).

20. Ilustração (desenho, esquema, fluxograma, fotografia, gráfico, mapa, organograma, planta, quadro, retrato, figura, imagem, entre outros).

Sua identificação aparece na parte superior, precedida da palavra designativa (desenho, esquema, fluxograma, fotografia, gráfico, mapa, organograma, planta, quadro, retrato, figura, imagem, entre outros), seguida de seu número de ordem de ocorrência no texto, em algarismos arábicos, travessão e do respectivo título (NBR 14724/2011).

Ex: Quadro 1 – Modelos de habilidades.

Após a identificação, na parte inferior, indicar a fonte consultada (elemento obrigatório, mesmo que seja produção do próprio autor), legenda, notas e outras informações necessárias à sua compreensão (se houver). Destaque para palavra designativa em negrito (NBR 14724/2011).

Ex: O(s) autor(es) ou A(s) autora(s)

Legendas das ilustrações e tabelas, fonte menor (tamanho 11), espaço simples.

21. Tabelas

Tabelas devem ser apresentadas conforme diretrizes do IBGE. Sua identificação aparece na parte superior, precedida da palavra designativa Tabela, seguida de seu número de ordem de ocorrência no texto, em algarismos arábicos, travessão e do respectivo título.

22. Uso de dois ou três autores no corpo do texto (seguir normativas da NBR-10520)

Separar por ponto e vírgula quando dentro dos parênteses. Ex: (OLIVEIRA; DIAS; LARA, 2000). Quando no texto, descrever os autores. Ex: Oliveira, Dias e Lara (2000).

23. Apud, idem ou id. Ibidem ou ibid., op. cit.

Não utilizar estes recursos para as referenciações.

 

Os livros bilíngues seguirão normas internacionais da área.

 

 


TERMO DE COMPROMISSO E RESPONSABILIDADE

 

 

 

 

Nome, nacionalidade, estado civil, profissão, portadora da cédula de identidade n. x.xxx.xxx-x – SSP/PR, inscrita no CPF/MF n. xxx.xxx.xxx-xx, residente e domiciliada na Av. xxxxxxxxxxxxxxxxx n. xxxxx – apto. n. xxx – bloco xx, na cidade de Maringá, Estado do Paraná, autor/organizador da obra XXXXXXXX, ao submeter a proposta à Editora da Universidade Estadual de Maringá – Eduem, atenderei as normas estabelecidas e as solicitações, bem como, se for o caso, responsabilizo -me pelos dados obtidos em pesquisa, pela veracidade e idoneidade, utilizados na descrição e interpretação no manuscrito proposto (conforme estabelecido na Ética e Integridade na Prática Científica), bem como, por todas as informações, como as marcas registradas, os logos, as imagens e quaisquer outros conteúdos utilizados, e, se for deliberado pelo aceite, comprometo-me pela publicação por esta editora.

 

Maringá, ___ de ___________ de 20___.

 

 

1 PROCESSO E CRITÉRIOS DE SELEÇÃO

Os livros publicados pela Eduem são submetidos à aprovação do CONSELHO EDITORIAL. A atribuição do Conselho é definir e implementar a política editorial, dentre estas, avaliar, selecionar e deliberar pela publicação, ou não, dos originais apresentados pelos proponentes, bem como estabelecer os critérios de excelência e os padrões de qualidade da publicação.

A decisão do Conselho Editorial é final e soberana. A resposta sobre a proposta apresentada será encaminhada ao autor sem justificativa por parte da Editora. Observa-se que sempre será preservado o sigilo dos consultores.

1.1 Etapas do processo de publicação de livros

Os originais, após avaliação e aprovação interna do Conselho Editorial, serão encaminhados para consultores externos ad hoc, pertencentes à área da obra, para serem avaliadas quanto ao mérito.

a) Submissão: recebimento das propostas e análise preliminar com base no tema, estrutura, conteúdo, possível público alvo, mercado e atendimento à linha editorial e normas de publicação da Eduem. Este procedimento não estabelece nenhum compromisso da Eduem para a publicação da obra.

b) Avaliação: encaminhamento da proposta para a avaliação de, no mínimo, dois consultores externos, pertencentes à área de interesse e de competência reconhecida, que emitirão parecer técnico-científico. Caso haja necessidade, será encaminhada para um terceiro consultor.

c) Deliberação: tendo como base os pareceres dos consultores externos, o Conselho Editorial analisará e deliberará sobre a publicação da obra. Os pareceres subsidiarão a decisão da Editora, não representando, necessariamente, a sua publicação.

Após o aceite da publicação, o autor/organizador deverá assinar o contrato de edição para dar continuidade ao processo de revisão textual/gramatical, normalização textual/referências, elaboração do projeto gráfico/diagramação, criação da capa, impressão e encadernação offset etc. (assinado o contrato, o título da obra não poderá sofrer alteração).

2 APRESENTAÇÃO DE ORIGINAIS

Para submissão de proposta de publicação, o autor/organizador/tradutor deverá entregar:

- uma cópia impressa e encadernada (com identificação dos autores) da proposta de publicação. Após análise e deliberação do Conselho para envio aos consultores, a Editora poderá solicitar outras vias impressas sem identificação.

- CD-R, DVD-R ou pen drive contendo a proposta de publicação em arquivo DOC (um arquivo sem identificação dos autores e um arquivo identificado) e o Formulário de Submissão de Propostas.

- a cessão de eventuais direitos autorais reservados dos autores originais quando a obra contiver remições, constituírem-se em traduções, coletâneas, fotos, imagens, ilustrações, arcando o autor/organizador com as despesas financeiras provenientes do pagamento desses direitos.

3 CRITÉRIOS PARA APROVAÇÃO DAS OBRAS

Os critérios para aprovação das obras publicadas pela Eduem priorizam os seguintes aspectos:

qualidade da obra ou conteúdo: compreende a profundidade da argumentação apresentada na obra, originalidade e relevância universal ou regional, criatividade e inovação da abordagem geral;

forma de apresentação do conteúdo: contempla o uso de uma lógica na construção do argumento, de acordo com as particularidades da obra; clareza na abordagem dos temas; fluidez na leitura; título adequado ao conteúdo da obra;

relevância do assunto: a obra deve apresentar, preferencialmente, aspectos inovadores e contribuição para o avanço do conhecimento;

inexistência de obras similares;

atualização do conteúdo;

público-alvo e mercado;

adequação aos recursos disponíveis.

4 DIRETRIZES PARA SUBMISSÃO DE LIVROS

4.1 Do material para submissão

A Eduem publica livros de caráter técnico-científico e didáticos. Eventualmente publica textos de ficção, literatura (poesia, romance, literatura infantil etc.), desde que dotados de um aparato crítico que legitima sua publicação por uma editora universitária.

Para a submissão de livros resultantes de tese e dissertação, tais obras deverão ser reformuladas pelo autor antes de serem submetidas à apreciação editorial. A transposição para o formato livro deverá apresentar um texto fluido e objetivo. É necessário levar em consideração que a tese/dissertação é um material elaborado, a priori, para ser lido e julgado por pesquisadores especializados na área. O livro, por seu turno, é destinado a um público amplo e diversificado, portanto, deve possuir linguagem e formato mais acessível e condizente ao seu propósito. As citações, referências e/ou digressões, que são colocadas em uma tese para demonstrar erudição ou domínio sobre esta ou aquela bibliografia mais especializada, são dispensáveis. Para propostas de livros resultantes de pesquisas que envolvam seres humanos, animais experimentais, engenharia genética e meio ambiente, o proponente deverá apresentar parecer do Comitê de Ética e Biossegurança da Instituição do pesquisador (Portaria PO-085/2011 do CNPq, Diretrizes do Cope (Committee on Publication Ethics), Resolução nº 510, de 07 de abril de 2016 do Conselho Nacional de Saúde e critérios de avaliação da Capes).

Em caso de tradução:

- o proponente deverá apresentar a liberação das editoras e dos autores da obra a ser traduzida no ato da submissão.

- é de responsabilidade do proponente a tradução e revisão técnica da obra.

4.2 Do formato do texto

Os originais deverão apresentar o texto com conteúdo completo, inclusive com apresentação e/ou introdução, seguindo os padrões estabelecidos no Quadro 1. A única exceção aceitável, neste caso, será a incorporação a posteriori de um prefácio.

No caso de livros coletivos, os originais deverão apresentar ao final os dados dos autores/colaboradores em ordem alfabética (biografia resumida – sobre os autores). A obra coletiva deve apresentar uma padronização no que diz respeito à estrutura textual (introdução / considerações iniciais, título de seção, subseção e conclusão/considerações finais), redação dos textos, às referências citadas, ao uso de notas de rodapé explicativas, à apresentação dos autores, além de uma disposição equilibrada dos textos, evitando-se, assim, a constituição de um mosaico de textos, com temáticas afins.

A coletânea deverá ter no máximo 15 capítulos, sendo que cada capítulo deverá apresentar no máximo 6 autores. O organizador poderá ser autor em no máximo dois capítulos. O organizador por sugestão/recomendação deve ter autorização dos autores dos capítulos para publicar o texto na coletânea (não é necessário apresentar esta autorização a Eduem).

As imagens e fotos gravadas em CD-R, DVD-R ou PEN DRIVE deverão, em função de tratamento posterior, ser entregues em formatos PSD, JPEG ou TIFF, em escala 100% e com, no mínimo, 300 dpi de resolução.

É de responsabilidade do autor/organizador/tradutor durante o processo de publicação:

verificar, providenciar e apresentar a cessão de eventuais direitos autorais reservados dos autores originais quando a obra contiver remições, constituírem -se em traduções, coletâneas, fotos, imagens, ilustrações, uso de marcas registradas, arcando com eventuais despesas financeiras provenientes do pagamento desses direitos;

A ficha catalográfica será elaborada após a revisão da primeira prova de autor, momento em que será

atribuído o ISBN (International Standard Book Number) ao livro.

Reserva-se a Eduem o direito de desenvolver e definir o projeto gráfico e a criação da capa.

Entretanto, é recomendável que o proponente consulte a Editora para subsídios e sugestões.

 

QUADRO 1 – Diretrizes para apresentação formal

Formatação

Normas da ABNT adaptadas

1. Texto

Encadernado em espiral ou grampeado e paginado/numerado (margem superior, à direita).

2. Configuração de página, fonte, tamanho de letra, espaçamento entrelinhas, margens e alinhamento

O texto deverá apresentar a seguinte formatação: A4, Times New Roman 12, espaçamento 1½, margens 2,5 cm e parágrafo justificado.

3. Título do livro

Primeira letra maiúscula, o restante em minúscula, negrito e centralizado

Obs.: o título do livro e dos capítulos não deve ser longo.

4. Tópicos do livro

Os títulos internos são destacados do texto por um entrelinhamento maior e/ou outro recurso gráfico. Havendo a numeração progressiva das seções. Os tópicos dos livros são: capa, folha de rosto, catalogação na publicação, lista de ilustrações, sumários, prefácio/apresentação, títulos internos, considerações finais/conclusão,referências, resumo do currículo de autores, anexos/apêndices.

Apresentação/Introdução (breve texto que antecede a obra e serve para apresentá-la ao leitor)

Prefácio (texto de apresentação da obra, escrito por uma pessoa convidada pelo autor, com a descrição sucinta do objetivo da obra, sua estrutura e conteúdos com justificativa e comentário)

5. Epígrafe

Recuado a 4 cm, fonte (tamanho) 10, citar o sobrenome do autor somente com a primeira letra maiúscula, seguido do ano da publicação e do número da página (deve constar na lista de referência).

6. Citação no texto (NBR-10520/2002)

Citar o sobrenome do autor somente com a primeira letra maiúscula, seguido do ano da publicação e do número da página (quando a menção ao autor citado vier antes da citação), como no exemplo.

Ex: Martins (1995, p. 77).

Caso o nome do autor e o ano venham depois da citação, deverão vir com letras maiúsculas, como no exemplo:

(DAEMON, 1974, p. 89).

Para Entidades coletivas, use a mesma forma de entrada da referência.

Ex.: (BRASIL, 2004); (IBGE, 2010).

Citação de textos em língua estrangeira, o trecho transcrito deve ser traduzido e seu original apresentado em nota de rodapé.

Ex.: Montgomery (2001, p. 15, tradução nossa)1; Solomons (1992, p. 50, tradução do autor)2.

_______________________________________________

1 Texto original (entre aspas e sem itálico)

Obs.: Indicar o número da página somente para citações diretas

6.1 Textos da Patrística serão referenciados em conformidade com padrões estabelecidos da área. Independente da edição ou tradução, deverão ser nominados.

Exemplo: Livro de Agostinho refere-se ao livro 15, capítulo 27, § 49, da obra De Trinitate.

(AGOSTINHO, De trindade, XV, 27,§ 49).

6.2 Textos Escolásticos serão referenciados em conformidade com padrões estabelecidos da área. Independente da edição ou tradução.

Exemplo: Suma teológica, segunda seção da segunda parte, questão 5, artigo 2, resposta.

(TOMÁS DE AQUINO, Suma teológica, II-II, q. 5, a. 2, rep).

6.3 Textos clássicos serão referenciados em conformidade com padrões estabelecidos da área. Independente da edição ou tradução. Opcionalmente pode-se indicar a data de publicação original seguida da data da publicação consultada.

Ali também Timor, que o lenho manda/Sândalo, salutífero e cheiroso” (CAMÕES, Lusíadas, Canto X, estr. 134).

6.4 Citações bíblicas

Ex.: Livro da Sabedoria, capítulo décimo terceiro, versículo décimo ao décimo nono.

Das sobras dos trabalhos fazem-se os ídolos” (Sb 13,10-19).

7. Citação recuada (espaço e tamanho de letra)

Quatro linhas ou mais, recuo a 4 cm e fonte (tamanho) 11, sem aspas, com espaço 1½ antes da citação e depois da citação

8. Citação no corpo do texto

Menos de 4 linhas, no corpo do texto, fonte (tamanho) 12 e com aspas

9. Citação com supressão de texto

Uso obrigatório de reticências entre colchetes [...]

No caso de entrevistas, utilize [...] para supressão da fala.

10. Numeração de páginas

Números completos. Ex: p. 344-345

11. Menção a títulos de obras e artigos de periódicos dentro do texto

Em itálico

12. Estrangeirismo

Em itálico, exceto palavras estrangeiras que já constam do dicionário de português (aportuguesadas) não precisam ser em itálico.

Ex.: on-line, apud, marketing.

14. Destaque em citações

Para destacar palavra ou trecho da citação, utilizar negrito e a expressão 'grifo nosso' entre parênteses ou 'grifo do autor', conforme NBR 10520.

Para destacar palavras ou trechos em língua estrangeira da citação, utilizar itálico.

15. Palavras a serem destacadas no texto

Usar apóstrofe. Ex: sua boca é ‘doce’ como mel.

16. Siglas

Citar o nome por extenso e a sigla (com 4 letras ou mais) entre parênteses. Usar somente a primeira letra maiúscula e as demais em minúsculo (quando for uma palavra pronunciável), observando- se as exceções.

17. Referências

Deve-se indicar somente as obras citadas no corpus do texto. Todas as referências precisam ser validadas, ou seja, devem ser confirmados/conferidos os dados apresentados.

Espaço simples, com espaçamento de 1,5 entre as referências (NBR 14724/2011). Use os prenomes por extenso. Ao utilizar referências do mesmo autor, repita os dados, não utilize traço sublinear (______ seis espaços) para substituir autores referenciados sucessivamente. Os destaques devem ser em negrito. Para os demais casos, seguir a Norma da ABNT NBR-6023.

Livro

LÉVY, Pierre. A inteligência coletiva: por uma antropologia do ciberespaço. 5. ed. São Paulo: Loyola, 2007.

Coletâneas

AZEVEDO, Mário Luiz Neves de (Org.). Políticas públicas e educação: debates contemporâneos. Maringá: Eduem, 2008.

Capítulo de Livro

CATANI, Afrânio Mendes. Pierre Bourdieu: um estudo da noção de campo e de suas apropriações brasileiras nas produções educacionais: proposta de trabalho. In: AZEVEDO, Mário Luiz Neves de (Org.). Políticas públicas e educação: debates contemporâneos. Maringá: Eduem, 2008. p. 231-250.

Artigo de revista

MENDES, Claudinei Magno Magre. A importância da pesquisa de fontes para os estudos históricos. Acta Scientiarum Education, Maringá, v. 33, n. 2, p. 205-209, 2011.

Trabalho em evento

LOPES, Claudivan Sanches. A questão da autoridade do professor frente à atuação policial no interior da escola. In: ENCONTRO ANUAL DE PESQUISA E INICIAÇÃO CIENTÍFICA DA UNOESTE, 5., 2000, Presidente Prudente. Anais... Presidente Prudente: Unoeste, 2000. p. 243-244.

Monografia, dissertação e tese

MOTERLE, Lia Mara. Análise biométrica da qualidade fisiológica de sementes de milho. 2010. 150 f. Tese (Doutorado)-Programa de Pós-Graduação em Agronomia, Universidade Estadual de Maringá, Maringá, 2010.

Entrevistas

MAROSTICA, Lidia. Meio ambiente. Maringá, 27 ago. 2009. Entrevista concedida a Juliana Kerkoff.

MELLO, Evaldo Cabral de. O passado no presente. Veja, São Paulo, n. 1528, p. 9-11, 4 set. 1998. Entrevista concedida a João Gabriel de Lim.

Arquivos

ITÁLIA. Ministero Degli Esteri. Servizio Storico e Documentazione. Fascicolo Integralismo: Ofício de Menzinger, Rio de Janeiro, 3 fev. 1937. (Busta, n. 15).

SALGADO, Plínio. Original de artigo. A Marcha. Rio Claro: Arquivo do Munícipio de Rio Claro, jan. 1961. (Caixa 6, E7, doc. 6).

Vídeo no youtube

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA. BIBLIOTECA CENTRAL. Vídeoaula II : Portal Capes : busca rápida. Florianópolis, 2011. Disponível em: <http://www.youtube.com/user/BIBLIOTECASUFSC>. Acesso em: 23 jan. 2012

Fotos

LOCATELLI, Antônio Carlos. Universidade Estadual de Maringá: 30 anos. 1999. 1 fotografia, color., 7 x 15 cm.

KELLO, Foto & Vídeo. Escola Técnica Federal de Santa Catarina. 1997. 1 álbum (28 fot.): color., 17,5 x 13 cm.

Documento iconográfico em meio eletrônico

STOCKDALE, René. When´s recess? [2002?]. 1 fotografia, color. Disponível em: <http://www.webshots.com/g/d2002/1- nw/20255.html>. Acesso em: 13 jan. 2001.

Obras de artes

MEIRELLES, Victor. Paisagem de Humaitá, 19 fev. 1868. Fotografia da pintura por J. F. Guimarães, 1878. 1 fot.: albúmen, P&B: 21 x 34 cm.

Cartas

SALGADO, Plínio [Carta] 28 mar. 1968, [para] Alfredo Buzaid. Rio Claro: Arquivo do Município de Rio Claro. (PI 64.03.28/01).

Obras Patrísticas, Escolásticas, Clássicas

AGOSTINHO, Santo, Bispo de Hipona. Trindade. São Paulo: Prior Velho; Paulinas, 2007. Livro 15, cap. 27, § 49.

TOMÁS DE AQUINO, Santo. Suma teológica. São Paulo: Loyola, 2003. Primeira parte, questão 1, artigo 2.

CAMÕES, Luís de. Os lusíadas. Lisboa: Parceria Antonio Maria Pereira, 1916. Canto x, estr. 134.

Versículo da Bíblia

Sabedoria. Português. In: Bíblia de Jerusalém. 5. ed. São Paulo: Paulus, 2008. p. 1127-1128.

Bíblia no todo

BÍBLIA. Língua. Título da obra. Tradução ou versão. Local: Editora, Data de publicação. Total de páginas. Notas (se houver).

BÍBLIA. Português. Bíblia sagrada. Tradução de Padre Antônio Pereira de Figueiredo. Rio de Janeiro: Encyclopaedia Britannica, 1980. Edição Ecumênica.

Documento on-line

RAYWARD, Warden Boyd. The International Federation for Information and Documentation FID. In: WIEGAND, Wayne A.; DAVIS Jr., Donald G. (Ed.). Encyclopedia of library history. New York: Garland Press, 1994. p. 290-294. Disponível em: <http://people.lis.illinois.edu/~wrayward/otlet/FIDHIST2.htm>. Acesso em: 20 fev. 2012.

Legislação

SÃO PAULO (Estado). Decreto nº 42.822, de 20 de janeiro de 1998. Dispõe a desativação de unidades administrativas de órgãos da administração direta e das autarquias do Estado e dá providências correlatas. Lex: coletânea de legislação e jurisprudência, São Paulo, v. 62, n. 3, p. 217-220, 1998.

Jurisprudência

BRASIL. Supremo Tribunal Federal. Súmula nº 14. In: Súmulas. São Paulo: Associação dos Advogados do Brasil, 1994. p. 16.

Documento jurídico em meio eletrônico

BRASIL. Supremo Tribunal Federal. Súmula nº 14. Não é admissível, por ato administrativo, restringir, em razão de idade, inscrição em concurso para cargo público. Disponível em: <http://www.truenetm.com.br/jurisnet/sumussStf.html>. Acesso em: 29 nov. 1998.

OBS:

a) se o documento on-line ou eletrônico estiver em versão digitalizada original-PDF, fazer a referência como material impresso.

18. Pontuação após citação

Uso do ponto após o parêntese

Ex: De modo que "[...] linguagem dissociada do seu uso comunicativo, ou seja, uma linguagem completamente monolítica, não pode ser pensada consistentemente como linguagem" (HABERMAS, 2001, p. 61).

19. Notas de rodapé

Usar somente para notas explicativas. Quando necessário, citar autor, data e página (se for citação). O número correspondente à nota vai antes do ponto.

As notas devem ser digitadas dentro das margens, ficando separadas do texto por um espaço simples entre as linhas e por filete de 5 cm, a partir da margem esquerda. Devem ser alinhadas, a partir da segunda linha da mesma nota, abaixo da primeira letra da primeira palavra, de forma a destacar o expoente, sem espaço entre elas e com fonte menor (NBR 14724/2011).

20. Ilustração (desenho, esquema, fluxograma, fotografia, gráfico, mapa, organograma, planta, quadro, retrato, figura, imagem, entre outros).

Sua identificação aparece na parte superior, precedida da palavra designativa (desenho, esquema, fluxograma, fotografia, gráfico, mapa, organograma, planta, quadro, retrato, figura, imagem, entre outros), seguida de seu número de ordem de ocorrência no texto, em algarismos arábicos, travessão e do respectivo título (NBR 14724/2011).

Ex: Quadro 1 – Modelos de habilidades.

Após a identificação, na parte inferior, indicar a fonte consultada (elemento obrigatório, mesmo que seja produção do próprio autor), legenda, notas e outras informações necessárias à sua compreensão (se houver). Destaque para palavra designativa em negrito (NBR 14724/2011).

Ex: O(s) autor(es) ou A(s) autora(s)

Legendas das ilustrações e tabelas, fonte menor (tamanho 11), espaço simples.

21. Tabelas

Tabelas devem ser apresentadas conforme diretrizes do IBGE. Sua identificação aparece na parte superior, precedida da palavra designativa Tabela, seguida de seu número de ordem de ocorrência no texto, em algarismos arábicos, travessão e do respectivo título.

22. Uso de dois ou três autores no corpo do texto (seguir normativas da NBR-10520)

Separar por ponto e vírgula quando dentro dos parênteses. Ex: (OLIVEIRA; DIAS; LARA, 2000). Quando no texto, descrever os autores. Ex: Oliveira, Dias e Lara (2000).

23. Apud, idem ou id. Ibidem ou ibid., op. cit.

Não utilizar estes recursos para as referenciações.

Os livros bilíngues seguirão normas internacionais da área.

 

 

TERMO DE COMPROMISSO E RESPONSABILIDADE

 

 

 

 

Nome, nacionalidade, estado civil, profissão, portadora da cédula de identidade n. x.xxx.xxx-x – SSP/PR, inscrita no CPF/MF n. xxx.xxx.xxx-xx, residente e domiciliada na Av. xxxxxxxxxxxxxxxxx n. xxxxx – apto. n. xxx – bloco xx, na cidade de Maringá, Estado do Paraná, autor/organizador da obra XXXXXXXX, ao submeter a proposta à Editora da Universidade Estadual de Maringá – Eduem, atenderei as normas estabelecidas e as solicitações, bem como, se for o caso, responsabilizo -me pelos dados obtidos em pesquisa, pela veracidade e idoneidade, utilizados na descrição e interpretação no manuscrito proposto (conforme estabelecido na Ética e Integridade na Prática Científica), bem como, por todas as informações, como as marcas registradas, os logos, as imagens e quaisquer outros conteúdos utilizados, e, se for deliberado pelo aceite, comprometo-me pela publicação por esta editora.

 

 

 

 

 

Maringá, 05 de agosto de 2016

 

 

 

 

AnexoTamanho
form.doc81.5 KB
publicar2.pdf176.09 KB